Statoil pretende explorar energia solar no Brasil

A norueguesa Statoil deu o primeiro passo rumo ao setor de energia solar nesta quarta-feira, realizando uma joint venture com a empresa de energia renovável Scatec Solar , listada em Oslo, em uma parceria que tem por objetivo construir várias plantas de energia solar no Brasil.

Afetadas pela pressão sobre os preços do petróleo nos últimos dois anos, as companhias petrolíferas europeias intensificaram sua expansão em energia renovável para buscar novas fontes de receita.

“O ativo Apodi é um primeiro passo rumo à indústria de energia solar e pode demonstrar como essa energia pode fornecer à Statoil oportunidades de crescimento lucrativas”, disse a Statoil, em comunicado.

Sexta produtora de petróleo e gás natural no Brasil, a Statoil comprou por US$ 25 milhões, 40% da participação da também norueguesa Scatec no empreendimento Apodi, de geração de energia solar, localizado em Quixeré, no Ceará. O investimento total do projeto é estimado em US$ 215 milhões.

Com capacidade de 162 megawatts (MW), Apodi terá capacidade de fornecer energia para cerca de 160 mil residências. Esta é a primeira incursão da Statoil na energia solar no Brasil, que pretende, a partir de agora, investir junto com a Scatec no país.

As duas empresas fizeram um acordo exclusivo de cooperação técnica, que inclui, no preço de compra da participação, 50% da empresa que irá executar o projeto. A Scatec Solar é uma produtora independente de energia solar da Noruega, com usinas em operação produzindo 322 MW de energia.

Fonte: Reuters e Época